Informações

Tire dúvidas antes de viajar!

Natal

DESTAQUES

DICAS DE NATAL

Casa de Taipa: A Casa de Taipa é um restaurante muito charmoso de Ponta Negra. Em todos os cantinhos há um toque especial na decoração, e isso se reflete nos pratos. A Casa é especializada em tapiocas e cuscuzes e são várias as opções de recheio. Sugestões: tapioca de queijo com presunto (R$ 9,70); tapioca de camarão com catupiry (R$ 23); água de coco (R$ 2,50); chopp (R$ 4,40). Não é um lugar muito barato, mas bom atendimento e qualidade são pontos fortes do lugar.

Mangai: Mangai é um restaurante muito famoso nas cidades onde está presente. O lugar é conhecido pela enorme variedade de pratos, que misturam os principais ingredientes da mesa dos nordestinos e dos brasileiros de outras partes do país. É um restaurante para comer bem, sem precisar se prender a um sabor específico e encontrar muitas opções de refeição. O restaurante é concorrido e serve pratos famosos como a carne de sol, carne de charque, peixes, queijo de coalho, entre outras saborosas opções.

Parrachos de Maracajaú: É o melhor passeio para quem gosta de apreciar a vida marinha. Tem início num transfer até a praia de Maracajaú, a cerca de 60km de Natal, e segue pelo mar em barco até os parrachos. Nas águas clarinhas da região é possível fazer mergulho com snokel e os mais experimentes e corajosos podem fazer mergulhos mais profundos. Quem tem vontade, mas nunca mergulhou com balão de oxigênio, pode fazer o "batismo", o primeiro mergulho, que é acompanhado por um profissional. O passeio até lá é um prato cheio para os amantes da natureza.

Passeio pelas Dunas de Genipabu: Esse é o principal passeio para quem visita Natal e você não deve sair da cidade sem fazê-lo. Ele passa pelas dunas de Genipabu, mas, na verdade, é muito mais completo do que diz o nome. O visual é sempre lindo, por isso não deixe de levar sua câmera - basta um dia de céu aberto para as fotos saírem perfeitas. Com um dia inteiro de duração, o buggeiro passa por diversos parques de dunas, como as de Graçandu e Pitangui, e a duna que deu nome e originou o passeio. Há também parada para quem quer andar de dromedário (R$ 35), além de paradas na nascente do Rio Pratagi e na Lagoa do Jacumã, onde você pode fazer atividades com bastante adrenalina. Experimente descer no aerobunda ou no esquibunda (R$ 10), pois vale a pena.

Um dos detalhes mais importantes é escolher conhecer as dunas “com emoção”. Para quem não faz a melhor ideia do que se trata, é melhor descobrir ao chegar lá – adrenalina e velocidade fazem parte do passeio. Para o almoço, pergunte a seu buggeiro onde ele pretende parar. Peça para ser na lagoa de Pitangui. Do contrário, ele pode leva-la a um restaurante em Jacumã, que não é nada interessante para turistas. A lagoa de Pitangui é uma opção bem melhor: é bonita, tem mesas dentro da água e cardápio bem variado

Redinha: Após passar a ponte Newton Navarro em direção ao litoral norte, a praia da Redinha é uma das primeiras a se conhecer. O lugar é palco do encontro do Rio Potengi com o mar e tem uma linda vista para a nova ponte. A estrutura da praia é boa e ela conta com alguns quiosques próximos. No entanto, essa praia é mais popular entre os locais, e não entre turistas. Falta charme ao lugar.

Rua Chile: A Rua Chile foi uma importante rua do bairro da Ribeira e hoje em dia é onde se concentram casas de shows e outros espaços culturais. A rua tem diversos casarões antigos e armazéns que se tornaram casas de shows que promovem eventos, especialmente nos finais de semana.

Tábua de Carne: O Tábua de Carne é outro restaurante famoso no Nordeste e que não fica de fora da lista dos melhores locais para uma refeição. Reconhecido por servir uma carne de sol de primeira, o restaurante tem foco nas carnes, sempre bem servidas, com distintas guarnições. Quem preferir pratos mais leves não deve perder os peixes, que também são boas pedidas. É um local de ambiente descontraído e ótimo custo-benefício, especialmente para quem o visita em grupo.

Camarões: É um dos tradicionais restaurantes em Natal, também considerado um dos melhores do Brasil. O lugar é disputado e sempre tem fila de espera, por isso prefira dias com menos movimento para conhecê-lo. O atendimento é excelente, assim como os pratos. Para agilizar, todos os pedidos são feitos digitalmente. Sugestões: pastel de camarão (R$ 7); camarão com catupiry (R$ 41); estrogonofe de carne (R$ 37); moqueca de camarão (R$ 67). Para a sobremesa, as opções são muitas e vai ser difícil escolher uma só.

Forte dos Reis Magos: É, indiscutivelmente, um dos símbolos mais fortes da cidade. Foi a primeira construção de Natal, iniciada em 1598. Sua localização estratégica tinha como fundamento proteger o território de invasões estrangeiras. Não deixe de fazer a visita guiada dentro do forte, pois com um guia você tem a oportunidade de entender melhor tudo que se passou no edifício e como era seu funcionamento. A visita guiada mostra para que serviam as salas e como era o dia a dia dos que lá viveram - e morreram (R$ 6).

Shopping do Artesanato Potiguar: quem gosta de comprar lembranças vai adorar os mercados de artesanato de Natal. Na Ponta Negra há vários deles que vendem bebidas, alimentos ressecados e outros artigos que você dificilmente encontrará em outras cidades, afinal, são especialidades do Nordeste. O maior centro de vendas é Shopping do Artesanato Potiguar, cheio de lojas e boxes, cada um com seu segmento de vendas. Se você quiser encontrar variedade num único lugar, o Shopping é uma ótima opção.

Lagoa de Pitangui:A cerca de 35km de Natal, no litoral norte do Estado, fica a Lagoa de Pitangui, que conta também com o Bar da Lagoa. É um lugar agradável e perfeito para descansar. Se estiver de carro, passar algumas horas na lagoa é um jeito interessante de se divertir. A Lagoa tem vários peixinhos pequenos e muitas mesas com cadeiras dentro da água. Os preços não são lá muito baixos, mas a variedade do cardápio é bem grande, não faltam opções na hora de pedir. Descansar por lá e aproveitar a lagoa é a melhor pedida.

Barraca do Caranguejo: Apesar de o nome se referir a caranguejos, a especialidade do restaurante são os camarões. O diferencial do lugar é seu rodízio de camarões (R$ 35,50) – servido nas mais variadas modalidades. Ele fica na Praia da Ponta Negra, sendo uma boa opção para quem quer almoçar junto do mar sem precisar andar muito e, de quebra, continuar apreciando um belo visual. Sugestões: prato executivo de camarão (R$ 23,90); espetinho de camarão (R$ 5,90); risoto de camarão (R$ 44,90).

Praia do Cotovelo: A Praia do Cotovelo é uma boa opção para quem quer ficar numa praia com menos pessoas, fugindo da agitação de Ponta Negra. O visual é deslumbrante, com falésias e um mar clarinho. A praia é a primeira do litoral sul e seu acesso é fácil, mesmo de ônibus.

Centro de Turismo de Natal:O Centro de Turismo é um dos melhores lugares na cidade para fazer compras. Entre os principais artigos vendidos, estão camisas, vestidos, redes, peças de decoração e lembranças em geral. O lugar é grande e tem uma boa variedade de lojas. Nas noites de quinta-feira, o centro se transforma num point superanimador. É nesses dias que ocorre o Forró com Turista, destaque na noite potiguar. Se durante o dia o lugar fica cheio de lojinhas com artesanato, à noite os trios pé de serra fazem a festa com os visitantes.

Iate Club: Passear no Iate Club é uma opção bem gostosa para o final da tarde. Além do visual, muito bonito, você pode ficar num lugar com estrutura para petiscar e beber o que preferir. Para deixar o clima ainda melhor, um músico toca saxofone no mar bem na hora do pôr do sol. Lindo!

Morro do Careca: Principal cartão-postal de Natal, o Morro do Careca é uma duna no extremo da praia de Ponta Negra onde antigamente as pessoas praticavam, entre outras coisas, esquibunda. Atualmente está proibido subir na duna, mas é interessante observá-la de longe, tanto de dia quanto à noite – quando recebe iluminação especial. O acesso deixou de existir, mas o lugar continua sendo o mais conhecido na cidade.

Ponta Negra: É o bairro com melhor estrutura turística de Natal. A praia é também a mais badalada, onde você encontra diversos vendedores ambulantes e barracas que oferecem sombreiros e cadeiras. Na orla ficam vários restaurantes e quem quer almoçar por ali não precisa andar muito. Como pano de fundo fica um dos mais famosos cartões-postais da cidade: o Morro do Careca. A praia agrada gregos e troianos porque, apesar de ter ondas, a arrebentação não ocorre na beira da água, deixando espaço para quem quer curtir o mar mais tranquilo.

Sal e Brasa: Sal e Brasa é o nome de uma das churrascarias mais bem cotadas de Natal. O rodízio tem preço fixo para almoço e jantar (R$ 39,90) e, se comparado a churrascarias de outras grandes cidades, o preço é muito atrativo. O buffet de saladas (incluso no preço) é bastante variado e os garçons, muito atenciosos - trazem exatamente o que você gosta. Experimente o filé com queijo, uma maravilha!

São Miguel do Gostoso: Imagine conhecer um lugar onde os nativos são chamados de gostosos. Pois é.… em São Miguel do Gostoso são todos assim: gostosos e gostosas. A cidade ainda é pouco explorada pelo turismo, então o lugar é ideal para casais que não querem nada além de tranquilidade. As praias ficam vazias por longos trechos de areia e e sinal de celular é algo novo. Dunas, águas mornas e lindas formações rochosas são o mínimo a se esperar do lugar. A cidade é muito simples, pacata e parece parada no tempo - quase tudo fica fechado na hora do almoço. Há diversas opções de pousadas, desde luxuosas àquelas bem simples e baratas. A noite é a melhor hora para conhecer os pequenos restaurantes e aproveitar um peixe fresquinho saído há pouco tempo do mar.

Taverna Pub: O Taverna Pub é um lugar com arquitetura medieval e ótima opção para desfrutar a noite potiguar. Aberto a partir das 22h, cada noite tem uma programação diferente, atraindo os mais variados públicos. É a melhor opção em Natal para quem gosta de aproveitar a noite e quer conhecer ambientes diversificados.


Copyright © Montenegro Empresas Virtuais 2015